Resumo do livro O Seminarista de Bernardo Guimarães


       O Seminarista
         
       O romance “O Seminarista” é considerado a obra principal de Bernardo Guimarães. Nesse romance regional o autor aborda temas como o autoritarismo familiar e principalmente o celibato clerical, despertando por sua vez a curiosidade no leitor.
          A obra descreve o triste romance de Margarida e Eugênio, dois jovens apaixonados que desde a infância conviveram juntos, porém, foram separados pelo destino. Margarida e sua mãe Umbelina sempre conviveram na fazenda dos pais de Eugênio, que acolheram as duas durante muitos anos.
         Como o destino de Eugênio já estava predestinado pelos pais a seguir à carreira de padre, ele foi estudar em um seminário no arraial de Congonhas do Campo. Contudo a separação inesperada causou em ambos, imensas saudades e tristezas.
        No seminário, Eugênio sempre escrevia cartas de amor para Margarida, algo que blasfemava a sua alma diante do destino que estava seguindo. Certo dia, porém, o diretor da instituição encontrou em seus papéis um dos seus bilhetes amorosos. E horrorizado com o acontecido, dispõe-se a castigá-lo severamente. Logo após, avisou imediatamente para os pais do jovem sobre os fatos ocorridos. Estes por sua vez, para livrá-lo das tentações, decidem mentir para o filho sobre a vida conjugal da pobre moça. Dizem-lhe que Margarida havia se casado com outro rapaz. Mas, na realidade eles expulsaram-na da fazenda juntamente com a sua mãe.
         Ao passarem-se quase dez anos, Eugênio ordena-se padre e finalmente volta para sua terra natal. Chegando lá, encontra Margarida muito doente por consequência da saudade e da tristeza que assolavam seu coração. Descobre também que ela não havia se casado, pelo contrário, foi apenas um plano malicioso ou não dos pais para afastá-lo da mulher que ele sempre amou. Ambos influenciados pelo o amor incondicional desencadeado ao longo dos anos, pela primeira vez se entregam a esse amor proibido e acabam se beijando. Nesse momento Margarida desabafa dizendo o quanto ela o amava.
           No dia seguinte Eugênio foi celebrar uma missa e um velório de uma moça. Porém, ao retirar o lenço do rosto do cadáver, descobre que se tratava de Margarida. Angustiado pela traição do destino Eugênio rasga a roupa de padre e jogando-a no chão sai da igreja desesperado.

                                   Biografia do Autor



      Bernardo Joaquim da Silva Guimarães (Ouro Preto, 15 de agosto de 1825 — 10 de março de 188) foi um romancista e poeta brasileiro, conhecido por ter escrito o livro A Escrava Isaura e vários outros livros que se consagraram na literatura brasileira como O Seminarista.
         É filho de João Joaquim da Silva Guimarães, também poeta, e de Constança Beatriz de Oliveira Guimarães. Casou-se com Teresa Maria Gomes de Lima Guimarães, e tiveram oito filhos.




Por favor, compartilhe!

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

5 comentários :

  1. eu adorei ler esse livro e muito bom e incrível eu já li umas 10 vezes

    ResponderExcluir
  2. :) gostei da historia...mais eu nao entendi. ele ainda era virgem?

    ResponderExcluir
  3. nossa como nessa epoca os pais gostavam de mandar na vida dos filhos,, que horror .. sopor causa disso o coitado nao viveu seu grand amor :\ muito triste isso que que adianta ser padre contra a vontade e viver amargurado . que triste :\

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha Estante

Fotos de Mombaça - Ceará

Scroll to top