Resumo do livro Lucíola de José de Alencar

                                                                      Lucíola





      
       O livro Lucíola é a quinta obra romântica de José de Alencar e uma das únicas narradas em primeira pessoa, na qual o próprio autor José de Alencar personifica o personagem Paulo, descrevendo o romance vivido entre ele e Lucíola, uma das mais belas e elegantes prostitutas do Rio de Janeiro.
       Paulo era bacharel em Pernambuco e veio para o Rio de Janeiro com o intuito de conhecer a corte, porém, ao chegar ao Rio acaba conhecendo Lucíola, que o encanta com a sua beleza e elegância. No dia seguinte ele torna a encontrar-se com Lucíola em sua casa e pôde desfrutar melhor o diálogo encantador desta mulher que o cativou com seu “ingênuo perfume”. Ambos se apaixonam e passam a conviverem juntos.
       Com o tempo Lucíola passa a sentir-se constrangida com relação ao seu passado e com as críticas da sociedade da época, desde então, decide mudar a sua personalidade e o seu caráter, procurando obter-se do prazer e de relações amorosas com o parceiro Paulo, este, por sua vez não consegue compreender a mudança de comportamento de Lucíola, embora passe a respeitá-la e aceitar seus ideais.
        Certo dia uma crise de ciúmes de Paulo faz com que Lucíola conte-o sobre seu passado, dizendo-o que se prostituía para comprar remédios para seus pais que estavam doentes com febre amarela. No entanto, quando seu pai descobriu a verdadeira origem do dinheiro a expulsou de casa, e ela foi acolhida por uma amiga chamada Lúcia que logo mais tarde veio a falecer, e no atestado de óbito Maria da Glória como era conhecida à prostituta Lucíola trocou o seu nome pelo da amiga. Os pais acreditavam que sua filha havia morrido, mas, na realidade ela havia apenas trocado de nome e passou a ser chamada por todos de Lucíola.
       Enferma e abatida pela doença que tomava conta do seu corpo, no leito de morte Lucíola declara todo o seu respeito e admiração para com o seu amado Paulo, já que passou a considerá-lo como um amigo insubstituível. Pede para ele cuidar e casar-se com a sua irmã Ana que ela criava desde que seus pais haviam falecido. Contudo, ele recusa, pois a considerava como uma filha. Mas, promete criá-la como se o fosse pai até que a mesma case-se com alguém que a fizesse feliz. Ao proferir estas últimas palavras, Lucíola, a mulher que ele sempre amou desde o primeiro encontro morre suavemente até o último suspiro em seus braços.


Assista o FILME BASEADO NA OBRA!

Biografia do Autor





O escritor brasileiro José de Alencar nasceu no Ceará, região nordeste do Brasil, no ano de 1829. Antes de iniciar sua vida literária, atuou como advogado, jornalista, deputado e ministro da justiça. Aos 26 anos publicou sua primeira obra: “Cinco Minutos”.

Podemos considerar Alencar como o precursor do romantismo no Brasil dentro das quatro características: indianista, psicológico, regional e histórico.

Este autor brasileiro utilizou como tema o índio e o sertão do Brasil e, ao contrário de outros romancistas de sua época que escreviam com se vivessem em Portugal, Alencar valorizava a língua falada no Brasil.

Escritor de obras com estilos variados, este escritor cearense criou romances que abordam o cotidiano. Deste estilo literário, também conhecido como romance de costumes, destacam-se os livros: Diva, Lucíola e A Viuvinha. Foram também de sua autoria os romances regionalistas: O Sertanejo, O Tronco do Ipê, O Gaúcho e Til. Dos romances históricos fazem parte: As Minas de Prata e A Guerra dos Mascates.

No romance indianista de José de Alencar, o índio é visto em três etapas diferentes: antes de ter contato com o branco, em Ubirajara; um branco convivendo no meio indígena, em Iracema e o índio no cotidiano do homem branco, em O Guarani.

É dentro do estilo indianista do escritor José de Alencar que está sua obra mais importante: Iracema. Outra obra também considerada de grande valor literário é O Guarani, pois aborda os aspectos da formação nacional brasileira.

Apesar de ser mais conhecido por suas obras literárias, o escritor brasileiro José de Alencar fez também algumas peças de teatro: Nas Asas de um Anjo, Mãe, O Demônio Familiar.

Faleceu aos 48 anos de idade, em 1877, deixando inúmeras obras que fazem sucesso até os dias atuais.

Por favor, compartilhe!

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

Um comentário :

Caroline Montrezol disse...

muito bom! me ajudou muito no trabalho de literatura

O que achou do blog? (Sugestões, Críticas, Opiniões e Elogios)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha Estante

Meu Livro!

Scroll to top