This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

21 de agosto de 2012

Exemplo de Redação Dissertativa sobre Lixo Eletrônico


Lixo Eletrônico: um desafio para a humanidade.

 É notória a irregular destinação do lixo eletrônico em nosso país, sobretudo nos pequenos centros urbanos. Infeliz ou felizmente vivemos na era digital e/ ou tecnológica na qual as pessoas são induzidas diariamente a consumirem exageradamente produtos eletroeletrônicos e a não descartá-los adequadamente o que afeta direta e indiretamente a qualidade de vida das pessoas, dos animais e o equilíbrio dos ecossistemas terrestres.
            Quando descartados irregularmente os resíduos eletrônicos se tornam altamente nocivos à natureza e aos seres vivos que nela habitam incluindo a nossa espécie, pois ao serem jogados ao ar livre e em aterros sanitários contaminam lençóis freáticos, lagos e rios que se localizam próximos a essas localidades, uma vez que possuem nas suas propriedades químicas substâncias tóxicas extremamente poluidoras e agressivas ao ambiente e à saúde humana.
             Os lixos eletrônicos mais comuns em nosso dia a dia são televisores e computadores, e não menos conhecidos do que os demais são os equipamentos hospitalares que se comparados aos anteriores são mais nocivos ao homem porque possuem elementos radioativos em maior escala.
            O maior acidente nuclear do Brasil ocorreu em Goiânia em 1987 quando centenas de pessoas foram contaminadas pelo Césio-137 que na época foi descartado inadequadamente, ou seja, foi descartado em um ferro velho e encontrado por um catador de lixo em um aparelho eletrônico. O homem desavisado e descrente do perigo que corria levou o material para casa onde o apresentou para a família, a mesma ficou maravilhada com o brilho do elemento achando que se tratava de um fenômeno sobrenatural, uma vez que este na ausência da luminosidade transmite uma cor azulada. Sua família inteira foi contaminada e, posteriormente, internada com sintomas de intoxicação. Dias depois todos que tiveram contato mais próximo com o Césio-137 vieram a óbito, inclusive a família do catador de lixo e alguns vizinhos da mesma rua.
        Medidas preventivas ainda são poucas se comparadas ao grau de nocividade dos dejetos tóxicos, porém o governo e a população deveriam investir mais em coleta e reciclagem desses materiais e em campanhas educativas, a fim de contribuirmos um futuro melhor à humanidade e à natureza. 



























20 de agosto de 2012

Exemplo de Artigo de Opinião sobre drogas

Droga: uma "doença degenerativa" que está debilitando o "organismo social" em que vivemos.


Fonte: Sempre Tops.
          O consumo de drogas está cada vez mais presente em nosso dia a dia, isso por que a circulação e o tráfico desse entorpecente se intensificaram enormemente nas últimas décadas por mais que as autoridades tenham investido bastante no combate a entrada deste “vírus” que afeta toda e qualquer pessoa independentemente de classe social.
        Os usuários são indivíduos que, na maioria das vezes, não possuem boas condições financeiras o que os levam a viverem em um verdadeiro inferno de desolações que é o mundo de fantasias dos dependentes químicos. Infelizmente, as sociedades em geral jugam superficialmente os drogados sem saberem das suas intimidades e história de vida, as quais estão diretamente ligadas ao convívio familiar.
            Geralmente, os viciados químicos foram induzidos por amigos ou conhecidos a usarem drogas, uma vez que estas lhes conferem uma sensação momentânea de prazer e bem estar. Mas, posso afirmar com certeza que após os efeitos alucinantes dos entorpecentes as consequências são devastadoras e duradouras. Aliás, o uso de drogas proporciona, sem dúvida alguma, mais desvantagens para quem consome do que vantagens, se bem que esta última não existe para quem usa drogas, isso é simplesmente indiscutível. Creio que não preciso entrar em detalhes a respeito desse argumento, afinal de contas esta não é a minha intenção, pois, suponho que todos ou quase todos sabem sobre as consequências do uso contínuo de drogas em geral. Só lembrando aos leitores que semanticamente a palavra droga já define por completo a sua futilidade.
           É importante lembrar também que conflitos familiares passam a ser constantes nos lares de qualquer família que possui pelo menos um dos membros dependente das drogas.
        Para finalizar quero deixar claro que o uso de drogas não só no Brasil, mas em todo o mundo está virando uma epidemia sem controle. Aliás, já virou uma “doença degenerativa” que está sufocando e debilitando, de certa forma, o “organismo social" em que vivemos. Em outras palavras, as autoridades devem e podem investir mais em políticas públicas e campanhas educativas voltadas ao combate tanto do tráfico como do uso de drogas, sobretudo em locais públicos. Afinal, os “donos” do poder também são seres humanos que, consequentemente, fazem parte desse organismo social que, como uma joia preciosa, devemos zelá-lo e protegê-lo, pois é usufruto de todos, inclusive das novas gerações. Acredito que em primeiro plano deve-se investir principalmente em educação que é o combustível que move todo e qualquer país, estado ou cidade.

Marcondes Torres, estudante e blogueiro desde janeiro de 2012.

Enquetes:


























3 de agosto de 2012

Resumo do Livro O Gato de Botas


O Gato de Botas



         O clássico O Gato de Botas de Charles Perroult influenciou gerações e consagrou-se na literatura infantil e no cinema para alegria das crianças de diferentes países do mundo.
         O protagonista da obra é um gato muito ousado e esperto. João, o seu dono, é o filho mais novo de um velho moleiro que antes de morrer distribuiu entre seus três filhos os seus poucos haveres. Para João o velho deixou apenas um gato que aparentemente não iria lhe servi para nada. Porém, ao descobri que o gato fala João fica surpreso e perplexo.
           O gato pede para João comprar-lhe um par de botas. Sem muito a perder João faz o que o gato pediu-lhe. O gato queria impressionar e mostrar para João que servia para alguma coisa e calçado nas botas corre de encontro ao castelo do rei onde o presenteia com um belo coelho. Como o rei gostava de coelho ensopado o retribuiu com um saco de moedas de ouro. O gato de botas realizou a proeza por várias vezes consecutivas e sempre em troca ganhava um saco de moedas que o levava entusiasmado para o seu dono.
           Certa vez o gato disse a João que pulasse no rio e quando a carruagem do rei passasse começasse a gritar. Sem entender muita coisa João realiza o pedido. E quando o rei passa na carruagem com sua filha, o gato e João começam a gritar desesperadamente por socorro. Reconhecendo o amigo o rei para e pede que seus serviçais salvem o dono do gato. Além disso, dá-lhe roupas novas e ele fica parecendo um príncipe.
          João apaixona-se pela filha do rei e troca olhares melosos com ela. O gato de botas corre na frente da carruagem e chega ao castelo do feiticeiro ogro, no qual engana o tirano malvado fazendo-o transformar-se em um pequeno camundongo que, por sua vez, é engolido pelo gato.
       Os serviçais do castelo, agora pertencente ao gato e a João, recepcionam o rei, sua filha e seus serviçais com um maravilhoso banquete. Na ocasião o rei admira e parabeniza João pela riqueza e beleza de suas propriedades. O rei também concede a mão da filha em casamento a João que agora se tornara rico por esperteza do então gato de botas.


Biografia do Autor


        Charles Perrault (Paris, 12 de janeiro de 1628 — Paris, 16 de maio de 1703) foi um escritor e poeta francês do século XVII, que estabeleceu bases para um novo gênero literário, o conto de fadas, além de ter sido o primeiro a dar acabamento literário a esse tipo de literatura, feito que lhe conferiu o título de Pai da Literatura Infantil. Suas histórias mais conhecidas são (Chapeuzinho Vermelho), (A Bela Adormecida), (O Gato de Botas), (Cinderela), (Barba Azul) e (O Pequeno Polegar). Contemporâneo de Jean de La Fontaine, Perrault também foi advogado e exerceu algumas atividades como superintendente do Rei Luís XIV de França.                    

     A maioria de suas histórias ainda hoje é editada, traduzidas e distribuídas em diversos meios de comunicação, e adaptadas para várias formas de expressões, como o teatro, o cinema e a televisão, tanto em formato de animação como de ação viva.

Fonte: Wikipédia 

Enquete:




























1 de agosto de 2012

Resumo do Livro Jesus, o maior psicologo que já existiu de Mark W. Baker


Jesus, o maior psicólogo que já existiu


             Fazendo uma abordagem sobre os ensinamentos de Cristo Mark Baker considera que as teorias psicológicas modernas já eram difundidas por Cristo há mais de dois mil anos atrás. Todos os seus ensinamentos tinham direta ou indiretamente uma ligação com as recentes descobertas da psicologia.
          Mark. W. Baker é um terapeuta e escritor brasileiro com um profundo conhecimento sobre a Bíblia. Este privilégio o levou a escrever a obra Jesus, o maior psicólogo que já existiu, na qual descreve com uma linguagem simples e cativante a importância dos ensinamentos de Cristo para os seres humanos.
       A mensagem que Jesus Cristo transmitiu para a humanidade é bastante similar com os princípios da atual psicologia, pois é o segredo para vivermos em plena sanidade e paz interior. Além disso, é um verdadeiro tesouro de sabedoria e exemplo de convivência. É, acima de tudo, a chave que nos liberta do cárcere emocional, das nossas mazelas psíquicas e do nosso egocentrismo e individualismo.
            A vida de Jesus é um excelente reflexo de como deveríamos lidar com nossas perdas e problemas pessoais. Devemos amar e valorizar mais as pessoas que nos circundam como conhecidos, amigos e familiares, pois estes são extremamente importantes para nós.
                Todo e qualquer ser humano pode e deve extrair benefícios das palavras sábias e dos ensinamentos de Cristo, seja religioso ou ateu, pobre ou rico, negro ou branco.
                O livro nos instiga a refletirmos mais sobre a nossa vida, a repensarmos atitudes e palavras que ferem e causam constrangimentos às pessoas que amamos. Nos ajuda a resolvermos problemas do cotidiano e a nos reconhecermos melhor. Reconhecer os erros e procurar concertá-los é um dos vários princípios do projeto revolucionário de Jesus Cristo. Por isso, procure amar e ser solidário com as pessoas, pois o amor aumenta a nossa saúde emocional e psíquica.

Marcondes Torres Pereira

Autor



Mark W. Baker


Enquetes:


























Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fotos de Mombaça - Ceará